ARTIGO: A importância de o advogado escrever artigos jurídicos

O advogado é o profissional mais indicado para escrever artigos jurídicos que esclareçam os direitos e deveres do indivíduo na sociedade, pois, além de possuir o conhecimento necessário, a relação dos advogados com seus clientes, os cidadãos, é uma relação de mútua confiança, na qual as pessoas confidenciam seus problemas, angústias e anseios e o advogado por sua vez, aconselha e defende seus interesses.

O advogado, desde os regimes tribais mais antigos, sempre foi um conselheiro da comunidade. Na antiguidade Greco-Romana, ele era o Jurisconsulto, a pessoa a quem se recorria para solucionar determinado conflito. Em Roma, o advogado desempenhou um importante papel, por meio dos Patronos, que possuíam grande saber jurídico e eram encarregados do aconselhamento e defesa dos seus clientes. No período de Marco Túlio Cícero (106-43 A.C), a advocacia, dada a relevância que assumiu perante a sociedade romana, adquiriu o status de “Múnus Publicum”.

Atualmente a advocacia ocupa quase todas as áreas das relações humanas e, existe uma vasta área de temas jurídicos que precisam ser esclarecidos ao cidadão, pois, quanto maior o desconhecimento dos indivíduos em relação aos seus direitos, menor é a capacidade de identificar um direito violado e passível de reparação, seja na via judicial ou extrajudicial. Por isso, é importante que o advogado escreva artigos de interesse da sociedade, pois ele, na busca da verdade e da justiça, constrói a cidadania, defendendo os direitos do cidadão.

Portanto, ao escrever, o advogado se torna um formador de opinião perante a sociedade, influenciando e modificando a opinião do cidadão nos campos: jurídico, político, social, moral, cultural, etc. A transmissão de suas idéias e esclarecimentos, além de informar e facilitar o acesso do cidadão ao conhecimento de seus direitos e deveres, possui a capacidade de produzir no indivíduo, uma consciência político-social crítica, transformando-o no cidadão sabedor de seus direitos, estimulando o seu exercício e orientando o acesso aos instrumentos necessários à concretude desses direitos e aos espaços para participação nas decisões que mudarão os rumos da sociedade.

Através dos artigos jurídicos, o advogado promove a construção da cidadania, que representa níveis aferidores das conquistas galgadas pelas civilizações, através de lutas que buscam garantir mais direitos suprimidos pelas instituições e pelo próprio Poder Público. Quanto mais conhecimento as pessoas tiverem a respeito de seus direitos e deveres, melhor elas desempenharão o seu papel na sociedade e, movidas por interesses comuns, elas se agrupam, aumentando assim, o seu poder de luta por respeito aos seus direitos e mais convictas estarão da necessidade de cumprimento dos deveres.

Como conseqüência dessa união em torno de interesses comuns, as pessoas esclarecidas criam mecanismos e instituições que preservam a dignidade e os direitos de cada um, a fim de que a liberdade, a igualdade, a justiça e a paz social sejam alcançadas através de decisões que influem na própria história.

Por outro lado, se o advogado não escreve artigos direcionados ao cidadão, o espaço vazio deixado por ele, muitas vezes é ocupado por pessoas inescrupulosas ou que não possuem o conhecimento necessário e conseqüentemente transmitem informações incorretas e deturpadas, causando prejuízos ao cidadão.

Assim, conclamo os colegas advogados, conselheiros dos cidadãos, a utilizarem esse espaço tão precioso e democrático para escreverem, transmitindo conselhos à sociedade e ajudando a construir a cidadania através de artigos jurídicos.

Por: Dênio M. Macambira e Advogado e Membro da Comissão de  Promoção da Cidadania  e   Direito do Trabalho

Fonte: http://www.oabpi.org.br//

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.